sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Se tão somente tocar nas suas vestes, sararei

E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue, E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior; Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste.Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal.E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes? E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou? E ele olhava em redor, para ver a que isto fizera. Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade. E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal. (Marcos 5:25-34)

O texto acima narra a história de uma mulher que usou sua fé com o fim de alcançar uma cura aparentemente impossível, até mesmo, para os médicos. Mas ao imaginar a palavra “impossível”, devemos lembrar que Jesus esta no controle. Esse episódio muito nos ensina sobre isso.

O texto diz que há doze anos uma mulher sofria de uma enfermidade, um fluxo de sangue. Além de deixar claro que ela estava com sérios problemas físicos, o texto diz que ela estava arruinada financeiramente. Isso porque ela havia gastado tudo o que tinha no tratamento da enfermidade, e a sua situação estava cada vez pior.

Mas ela ouviu falar da pessoa de Jesus. E pensou: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei. Aqui ela não se mostra duvidosa. A mulher sabia que se tocasse nas vestes de Jesus, seria, de fato, curada. Ela poderia ter desistido, pois a multidão a impedia de chegar perto do Mestre. Além disso, poderia desistir da vida, pois todas as suas forças e expectativas tinham sido desfeitas, juntamente com o seu dinheiro. Contudo, ela viu, em Jesus, a única solução para a sua dificuldade. Ao vê-lo, de pronto ela se deixou levar pela fé, e não teve dúvida: ...sararei (Mc 5:28). Se fosse ao encontro de Jesus, com certeza alcançaria a cura. E foi isso que ela fez. Deixou de lado o medo, a vergonha, a fragilidade física, e foi ao encontro dele, tocou em suas vestes e logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal (v.29). Precisamos seguir o mesmo exemplo dessa mulher; precisamos ter a mesma fé.

Há momentos em que corremos o risco de perder a fé em Jesus. De repente, o médico dá o último diagnóstico e nosso mundo desaba sobre nossas cabeças. Ele diz: “lhe resta alguns meses de vida, apenas”. Então, nos deparamos com, pelo menos, duas opções: confiar na opinião do médico ou buscar uma segunda, a saber, a do médico dos médicos. Lembre-se, a última palavra sempre será a do Todo Poderoso!

Em dias de aflição creiamos no socorro de Jesus. Ele nos ama! Quer que contemos com a pessoa dele em todos momentos. Ele é o nosso amigo de todas as horas! Saiamos, portanto, ao encontro dele, com coragem e fé. Talvez aquela enfermidade, o problema na família, aquele acidente, tenha colaborado para a nossa aproximação de Cristo. Somos humanos e, como tais, limitados. Precisamos do alivio oferecido por Jesus. Ele nos dá alivio e cura.

Que o Senhor continue a nos abençoar.

Gessiele Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!!!

Postar um comentário